terça-feira, 31 de maio de 2011

FOTO MEMÓRIA

SANTOS FC - 1970 -
Em pé: Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Djalma Dias, Claudio, Clodoaldo e Rildo. Agachados: Toninho, Negreiros, Edu, Pelé e Abel.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Rodada boa para os cariocas













A segunda rodada do brasileirão foi boa para os cariocas, o Botafogo conseguiu uma vitória sofrível diante do time B do Santos, por um a zero, valeu pelos três pontos. O Flamengo deixou escapar pontos importantes sobre o Bahia no empate de três a três. Já o Fluminense não realizou um grande jogo, venceu o Atlético- GO por um a zero. O expressinho do Vasco foi muito bem, com uma bela vitória sobre o América de Minas por três a zero, o que lhe valeu a liderança do campeonato.

Carlos Rosa

IMAGEM DA SEMANA

A PLASTICIDADE DA DEFESA!

sexta-feira, 27 de maio de 2011




Finalmente vamos conhecer o campeão da Copa do Brasil de 2011 , certamente, o campeão será inédito , pois Vasco e Coritiba nunca venceram o torneio. Com a vitória do Vasco sobre o Avaí pelo placar de dois a zero e com o triunfo do Coritiba em cima do Ceará por um a zero, as duas equipes se classificaram para a final da competição, que dá ao vencedor o direito de disputar a Taça Libertadores da América de 2012.

Carlos Rosa

quarta-feira, 25 de maio de 2011






VAVÁ
Edvaldo Izídio Neto, o Vavá, nasceu no dia 12 de novembro de 1934, em Recife (PE) e faleceu no dia 19 de janeiro de 2002. Eterno camisa 20 da Seleção Brasileira.

De razoável técnica, oportunismo nato e muita raça (característica que lhe rendeu o apelido de “Peito de Aço”) o jogador começou a carreira como armador no Sport Recife (PE).

Em 1952 foi transferido para o Vasco da Gama onde o excelente Flávio Costa mudou sua maneira de jogar, transformando-o em atacante.

Nesse mesmo ano, estreou com a camisa verde-amarela jogando pela seleção olímpica, na Olimpíada de Helsinki. Sua primeira partida foi um 5 a 1 contra a Holanda, aos olhos de 10 mil pessoas, no Estádio Municipal de Turkku, na Finlândia. Na ocasião Vavá fez o último gol da partida; seu primeiro com a amarelinha.

Sua estréia na seleção brasileira principal foi no dia 13 de novembro de 1955 no estádio Mário Filho, o Maracanã. Noventa e cinco mil pessoas viram o Brasil fazer 3 a 0 no Paraguai, em partida válida pela Taça Oswaldo Cruz.

Pela seleção olímpica, Vavá fez três jogos (2 vitórias e 1 derrota) e marcou um gol. Pela principal, o atacante fez 23 jogos (19 vitórias, 3 empates e 1 derrota) e anotou 14 gols. Os números constam no livro "Seleção Brasileira - 90 anos", de Roberto Assaf e Antonio Napoleão.

Além de jogar na seleção brasileira, no Vasco e no Sport, Vavá passou também pelo Atlético de Madrid (1958 a 1961) da Espanha, Palmeiras (1961 a 1964), América do México (1964 a 1967) e San Diego dos EUA (1967 a 1969).

Pelo Verdão, Vavá disputou 142 jogos (90 vitórias, 23 empates e 29 derrotas) e marcou 71 gols, média de 0,5 gol por partida, segundo o "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Venditti.

Seus principais títulos na carreira são: Campeão Mundial pela Seleção Brasileira (Copas 58 e 62); Campeão Carioca (1956 e 1958) e do Rio-São Paulo (1958) pelo Vasco da Gama e Campeão Paulista (1963) pelo Palmeiras.

Por sua participação nos títulos das Copas de 58 na Suécia (marcando 5 gols) e de 62 no Chile (marcando 4 gols) Vavá recebeu o “carinhoso” apelido de “Leão da Copa”.

Em 1969 começou sua carreira como treinador pela Portuguesa do Rio. Dirigiu clubes da Arábia Saudita, Espanha, Portugal e México. Foi auxiliar do Mestre Telê Santana na seleção brasileira entre 1980 e 1982. Em 1981, dirigiu a seleção canarinho no Mundial de Juniores.

Sua participação como técnico no Mundial de Juniores de 1981 não foi das melhores. O Brasil saiu da competição nas quartas-de-final, após derrota por 3 a 2 contra o Qatar. Na primeira fase a seleção brasileira empatou com a Romênia(1 a 1) e ganhou de Itália(1 a 0) e Coréia do Sul(3 a 0).

Apesar da curta passagem como técnico da seleção brasileira de juniores (4 jogos; 2 vitórias, 1 empate e 1 derrota) revelou jogadores como o lateral Josimar (ex-Botafogo e Fla) e os zagueiros Júlio César (ex-Guarani) e Mauro Galvão (ex-Vasco e Grêmio).

O grande Vavá “Peito de Aço”, o “Leão da Copa”, morreu aos 67 anos no dia 19 de janeiro de 2002, no Rio de Janeiro, por problemas cardíacos.


terça-feira, 24 de maio de 2011

FOTO MEMÓRIA

Botafogo Campeão Carioca 1962

Em pé: Paulistinha, Manga, Nadir,Nilton Santos, Airton e Rildo;
Agachados: Garrincha, Edson, Quarentinha, Amarildo e Zagallo.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Brasileirão 2011 - Resumo da rodada










O campeonato brasileiro começou sem muitas novidades, com média de gol de 2,4, e média de público de dez mil, e com alguns belos gols. Espera-se que o campeonato esquente no de correr das rodadas. Uma grata surpresa na primeira rodada foi a boa atuação do Ronaldinho Gaúcho, na vitória do Flamengo por 4 x 0 sobre o Avai,. O Vasco venceu fácil o misto do Ceará por 3 x 1. Fluminense e Botafogo decepcionaram ao serem derrotados por São Paulo e Palmeiras respectivamente por 2 x o e 1 x 0. As arbitragens, a grande preocupação de sempre, não comprometeram, e não tivemos nenhuma expulsão.

Carlos Rosa

IMAGEM FANTÁSTICA



"BICICLETA QUE SEMPRE NOS ENCANTA









O BRASILEIRÃO 2011 COMEÇOU